• Campanha Vale + da Cruz Vermelha já permitiu dar 600 mil refeições
  • Precisamos do seu Apoio
segunda-feira, 17 julho 2023 22:04

António Saraiva compromete-se a contribuir para a dignidade e o bem-estar das pessoas

 

António Saraiva tomou posse como Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) com a missão de contribuir para a promoção da dignidade e do bem-estar das pessoas. A premissa do seu mandato será a de que “o ser humano é o centro do processo de cuidado”, referiu durante a cerimónia que se realizou hoje, 17 de julho, no Palácio do Conde d’Óbidos, em Lisboa.

Esta abordagem humanitária, que é também a matriz da própria CVP, é essencial para garantir a equidade, a acessibilidade, a qualidade dos serviços prestados e a inclusão social para os beneficiários da instituição, que apoia cerca de um milhão de pessoas, explicou António Saraiva.

No cumprimento das funções que agora inicia, o presidente da CVP destacou dois desafios. António Saraiva tem o objetivo de contribuir para o envelhecimento ativo e saudável, na procura de uma vida com dignidade e qualidade. “A CVP também estará envolvida em iniciativas de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e soluções inovadoras para atender às necessidades dos idosos”, referiu.

Comprometeu-se também a liderar a mudança pela valorização da saúde mental e contra o estigma. “A saúde mental é um pilar fundamental da saúde global. Afeta cada indivíduo, independentemente da idade, género, origem étnica ou situação socioeconómica. No entanto, o estigma e a falta de compreensão em relação às doenças mentais ainda persistem na nossa sociedade, dificultando o acesso ao tratamento e apoio adequados. É também nossa responsabilidade mudar essa realidade”, disse António Saraiva.

O presidente da CVP recordou a “grandeza” da instituição que, graças às suas 160 estruturas locais em todo o país, contribui para a mudança e melhoria no percurso de vida de um milhão de portugueses, através de serviços de saúde, de escolas de ensino superior e de formação profissional, do apoio domiciliário, de estruturas para a infância e do acompanhamento de pessoas em grande fragilidade. Um trabalho diário meritório e de qualidade, enalteceu António Saraiva. “Como Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, estou, tal como aqueles que me acompanham na direção, profundamente comprometido com o fortalecimento e expansão das suas atividades em todo o país.”

Na cerimónia, presidida pela ministra da Defesa, Helena Carreiras, tomaram igualmente posse os restantes membros da Direção Nacional da CVP: os vice-presidentes Fernando Ferreira Santo, José Miguel Leonardo, Marco António Serronha e Maria Madalena de Jesus Marques Ramalho e os vogais António Manuel Ramalho, Cristina Siza Vieira, Luís Miguel Pais Antunes e Maria do Carmo Neves.

 

GALERIA DO EVENTO 

 


Partilhar
Powered by jms multisite for joomla